Domingo, 18 de Fevereiro de 2007

Mais um sorriso perdido...

a história repete-se... desta vez com uma pessoa especial por tudo o que era e por tudo o que significa para mim... e por tudo o que morreu no momento em que deixou de respirar- todas as coisas, todos os sentimentos, todos os pormenores, todos os laços...

mas mais um sorriso... mais um sorriso que se manteve até ao último dia... sorriso genuíno, esboçado por cima de tantas e tantas mágoas... sorriso encorajador e tranquilizante...

sorriso que levou todos à descrença... a não compreender qualquer motivo, qualquer razão, qualquer causa... e no fim de contas... tudo batia certo, só o sorriso não combinava...

partiste... e nem pensámos... não imaginávamos que pudesses estar tão mal... afinal... mantinhas o teu sorriso despreocupado...

reflectindo e pensando com mais calma e lógica, de facto... algo se passava... mas continuavas com a mesma energia, a mesma força de vontade, a mesma necessidade de viver... o mesmo sorriso! Sabíamos que algo se passava, sem termos consciência da gravidade da situação...

no entanto... pensando ainda melhor... facilmente concluímos que nunca te deixarias enfraquecer... não era de ti, fazer isso... nunca te deixarias ficar dependente de tudo e todos... nunca... não era de ti...

por isso... vai em paz... parte como sempre viveste - com muita força, muita coragem, muita vida, muita calma, muita energia... e junta-te àqueles de quem também tu te separaste um dia...

de ti... guardarei para sempre o exemplo e o sorriso, até que um dia voltes a sorrir para mim.

para...: o meu avô...
tags: ,

sentido por Anjo da Noite às 15:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2007

6 anos... 6 minutos?

Hoje, dia 12 de Janeiro de 2007 fará 6 anos que faleceu alguém que me era querido...
6 anos? 6 minutos? Não sei... O tempo passa muito depressa quando se vive... e muito devagar quando se sofre...
Uma dor surge num momento... e por vezes passa noutro momento. Mas quando se trata de uma dor que ultrapassa os tecidos do coração... o assunto torna-se mais sério.
A morte... sem dúvida que é um assunto muito emblemático, que gera centenas, milhares, milhões de reflexões... de ideias, de opiniões... mas esquecendo todos esses factores exteriores à morte enquanto acontecimento, é um ponto de paragem na vida.
Digo ponto de paragem, não porque se diz que a morte é o fim da vida, mas sim porque implica que pare a vida de alguém. Quem experimenta a morte de alguém querido, experimenta também, inevitavelmente uma paragem na vida que tinha até aí... porque dá-se uma mudança... uma grande mudança.
A vida continua, como tanta gente continua a dizer, mas continua de maneira diferente. E a dor... essa veio para ficar.
Não digo que seja sempre sentida da mesma forma... mas fica para sempre... e quando é avivada... não importa se passaram 6 anos, ou apenas 6 minutos... porque ela está lá... mais ou menos controlada... mas está lá.
#:
para...: B... para ti...
tags: ,

sentido por Anjo da Noite às 00:20
link do post | comentar | favorito

Anjo da Noite


ver perfil

seguir perfil

. 6 seguidores

pesquisar aqui

 

Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sinto...

Fim do Infinito

Longe de casa...

Projectos e incertezas

O tempo que nos resta

...

...simplesmente... para t...

Não sei quantas almas ten...

Senti...

Outubro 2011

Junho 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Dezembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Junho 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

links