Quarta-feira, 28 de Julho de 2010

Viver... porquê?

 

Porque é que uns dias nos sentimos tão bem, como se tivéssemos a vida na palma da mão, e nada nem ninguém nos pudesse abalar, e noutros dias nos sentimos um autêntico bandalho... sem valor nem interesse, que tantos defeitos tem quantos vai descobrindo ter...

 

Porque é que numa hora nos sentimos fortes, seguros, com todas as certezas do mundo e na hora seguinte caímos, quebramos, estilhaçamos!

 

Porque é que num minuto temos o mundo e o mundo pertence-nos e no minuto a seguir sentimos que o mundo nos passou ao lado e perdemos a viagem?

 

 

Crescer? Talvez...

 

 

Mas porquê tanta procura, tanta ânsia por mais, tanto desprezo pelo que se tem em função da busca do que se quer ter?

 

Porquê buscar algo mais quando o que se tem é tão bom? Porquê identificar necessidades onde antes víamos potencialidades?

 

Porquê metermo-nos em caminhos deconhecidos, obscuros, contraditórios, se o que buscamos já o temos?

 

Porquê caír e ficar deitado, se apregoamos a importância do levantar?

 

 

 

 

 

Porquê tanto porquê, quando sentimos que conhecemos todas as respostas?

 

 

 

tags: ,

sentido por Anjo da Noite às 00:02
link do post | comentar | favorito
|

Anjo da Noite


ver perfil

seguir perfil

. 6 seguidores

pesquisar aqui

 

Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sinto...

Porque sim..

Fim do Infinito

Noite vazia

O sonho comanda a vida......

...

Não tenho.

Viver... porquê?

Senti...

Outubro 2011

Junho 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Dezembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Junho 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

links